Teste e avaliação da Nike Elastico Superfly TF


Entramos em campo hoje para testar e avaliar a Nike Elastico Superfly TF.



Pela primeira vez a Nike lançou um modelo society que conta com uma mesma versão top de linha para campo. O modelo que usei neste Teste e Avaliação tem o esquema de cores batizado de midnight fog/volt/fierce green/white.

À primeira vista, o que chama atenção é o seu design. Parecida com uma botinha, essa extensão do cabedal que mais parece uma meia é chamada pela fabricante de Dynamic Fit Collar. Essa espécie de colarinho é uma inovação que atrai não apenas pelo visual.


Em campo, o colarinho Dynamic Fit realmente proporciona ao tornozelo uma sensação de ajuste, fazendo com que o pé esteja mais estável durante a movimentação, chutes e passes. Ele permite que pé, tornozelo e a parte inferior da perna trabalhem juntos, enfatizando os movimentos naturais.

Outra coisa que chama atenção é a ausência de língua. Diferente de tudo o que já usei, a Nike Elastico Superfly TF não tem língua como uma chuteira convencional, o que ajuda no ajuste da chuteira ao pé e no contato do pé com a bola.


Na construção do cabedal da Nike Elastico Superfly TF foram usados três tipos de tecnologias:
FlyKnit: A tecnologia Flyknit garante conforto e ajuste. Ela cria uma segunda pele, quase como se fosse uma meia, permitindo que a força e a sustentação façam parte da própria estrutura da chuteira.
NikeSkin: É uma fina camada de poliuretano e malha de alta performance, que oferece maior leveza, flexibilidade e comodidade para os seus pés. Sua espessura, segundo a Nike, é de 0,3 mm.
Brio Cables: São cabos costurados diretamente no cabedal, travando o ilhós do cadarço na sola. Eles oferecem mais potência e firmeza aos movimentos.


A palmilha é bem leve. Ela se molda ao formato do seu pé para maior conforto e amortecimento.

Seu solado é feito em borracha e conta com múltiplas travas hexagonais para maior tração e conforto em campos society de grama sintética e natural; além de ajudar a dominar a bola. Apesar do baixo perfil, que aproxima o pé do chão, ele é bem flexível e proporciona um bom amortecimento de impacto, principalmente em gramados sintéticos, que tendem a ser mais duros.


Tenho usado o modelo em grama sintética e ela tem se saído muito bem, sem escorregar ou travar demais o pé a ponto de produzir torções de tornozelo. Tenho testado o modelo também em grama natural. Até eu que sou cético com relação à tração desse tipo de solado para esse tipo de piso me surpreendi por usar a chuteira por mais de 20 horas sem escorregar... Ponto positivo para a Nike Elastico Superfly TF!


Com relação ao peso, a Nike Elastico Superfly TF pesa em torno de 250 gramas. Sinceramente, ela é tão leve que não parece pesar tudo isso.

Custando em torno de R$ 700, a Nike Elastico Superfly TF não é uma chuteira para qualquer bolso. Mas, se você quer uma chuteira diferenciada, ela, com certeza, vale o investimento.

Eu identifico apenas o colarinho Dynamic Fit como ponto falho no projeto. Como absorve muito suor, pode ser que, com o tempo, a área gere um pouco de mau cheiro. Mas, isso fica por conta da manutenção e limpeza da chuteira.

Finalizando, a Nike Elastico Superfly TF é a melhor chuteira society que já usei. O encaixe no pé é sensacional, e, como dito, a tração do solado, mesmo em grama natural, é inigualável.


Ficamos por aqui!
Inscreva-se no Canal Só Chuteiras no Youtube para ver os futuros Testes e avaliações.
Curta o Blog Só Chuteiras no Facebook e siga os perfis do Blog Só Chuteiras no Twitter e no Instagram.

O modelo que usei neste Teste e avaliação foi cedido ao Blog Só Chuteiras pela Nike Brasil pelo material esportivo, e à Agência Ideal pela viabilização deste projeto.

Aguardo a sua impressão sobre este primeiro vídeo nos comentários.